sexta-feira, 25 de maio de 2012

A maga. Fábula de Esopo




   
     Uma mulher que vendia fórmulas de rituais propiciatórios para apaziguar a cólera dos deuses, era muito consultada, e ganhava com isso muito bem. Certo dia ela foi acusada de inovar em matéria de religião, e com isso a levaram à justiça e seus detratores fizeram-na condenar à morte. Uma pessoa, vendo-a ser levada do tribunal, disse: "Ó tu, que pretendias apaziguar a cólera divina, como não consegues agora nem persuadir os homens?"


Moral: A fábula mostra que muitos são capazes de prometer grandes coisas, mas incapazes de fazer as pequenas.

 
Crédido: Fábulas de Esocpo - Editora Martin Claret.

2 comentários:

Dorli disse...

Olá
Gostei da fábula
Esse canto é muito bom
Obrigada pela visita
Lua singular

Vanessa Santos disse...

Somos pequenos e capazes de coisas grandiosas e grandes mas capazes de coisas pequenas...
Me faz uma visita?
http://mardeletras2010.blogspot.com.br/2013/05/eros.html